quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Posse na Academia de Letras do Brasil / Seccional Ceará- Fátima Teles

                                        Posse na Academia de letras do Brasil- Seccional Ceará












No dia 02 de Julho de 2016 participei da instalação da Academia de Letras do Brasil- Seccional Ceará onde tomei Posse como membro e fui indicada para assumir a Presidência da Academia de Letras de Brejo Santo-Ceará ? Pro -tempore

A Instalação se deu na Assembléia Legislativa do Ceará com a presença das Presidentas da Bahia e do paraná.

A abertura e Solenidade foi realizada pelo Presidente da ALB/ CE , o Médico Luiz Garcia , O presidente da Academia de Letras do Brasil e pelo Jornalista Washington Soares, também membro dessa Academia.

A abertura musical foi feita pelo Coral da Secretaria do trabalho e Desenvolvimento Social do Estado.
foram empossados mais de 50 membros de todo o Estado.

foi uma Solenidade linda e que muito vem enriquecer o nosso Estado, uma vez que os membros são pessoas comprometidas com a cultura, literatura e Educação do nosso Estado.



























segunda-feira, 1 de agosto de 2016

esse rio é minha rua- Nordestina com orgulho e Paraense por opção - Fátima Teles

" esse rio é minha rua"

lindo é ser brasileira e poder ser Nordestina com orgulho, cearense de nascença, pernambucana de coração e paraense por opção( pelas veias da alma).

por ser brasileira há um índio que vibra em mim, há uma índia que vibra em mim, há um negro que luta comigo, há uma negra que luta comigo, há um caboclo que navega em mim, há uma cabocla que navega em mim, há um sertanejo que brada comigo, há uma sertaneja que brada comigo.

há um Brasil que habita em minha alma e lindamente convive com todos que estão em mim.
sou índia, negra parda, branca, cabocla, sou BRASIL.

Eu, Amazônida! - Fátima Teles

eu, Amazônida!


a primeira vez que te vi
meus olhos molharam-se
lágrimas involuntárias
desceram de minha face
encantada que estava
matas e rios banhavam-te
e como era lindo ver-te
eu via a Amazônia!
e ela era linda de cima!
majestosa e mãe do Brasil!



sobrevoei-te num pássaro máquina
das tuas asas eu contemplava as curvas
de teus rios lá embaixo
e lembrava -me da cobra grande
símbolo das tuas histórias e lendas
sentia o cheiro das tuas aldeias
nos lençóis verdes de tuas matas


entre o forte do presépio, a praça do relógio,
e o mercado ver o peso
o meu coração chora e alegra-se
é uma emoção forte que mexe com o meu coração
o que há ali naquele pedaço de chão
que me faz ficar saudosa
como se houvesse perdido alguém que não sei
nem ao menos quem é
aquele pedaço de chão me chama a rememorar
n]ao sei que dor e experiência
compreendo então que por ali passei
vivi em tempos de Belém antiga
tempos de cabanagem
é o que a minha alma diz
será que fui prisioneira junto aos
que foram soterrados com pás e cal?
ou será eu um dos soldados que mataram
os cabanos e por isso que hoje defendo com vigor
o movimento liderado pelo combatente cabano Eduardo Angelim?


será eu uma índia das mais antigas ou um índios dos mais antigos
que pisaram as terras dos tupinambás?
sei que sou hoje Fátima Teles e respiro o ar
da Cidade das mangueiras como se fosse minha também
degusto os taperebás como se morassem em meu quintal
aprecio a culinária como se fosse minha casa
e teus rios passeiam em mim
em ondas morenas que me banham
e me fazem sonhar

Solenidade na Câmara Legislativa de Belém do Pará para entrega de título de Cidadão de Belém- Fátima Teles










recebi hoje com alegria essa lembrança que muito marcou nossas vidas, diante da amizade e reconhecimento por nós dedicada.

no dia 29 de Junho de 2016 estivemos na Câmara legislativa de Belém do Pará para recebermos o título de Cidadão e Cidadã de Belém.

Raimundo Lucena, recebeu o título de Cidadão de Belém outorgado pela Câmara Legislativa de Belém do Pará através do pedido da Vereadora Sandra Batista.

Raimundo Lucena, é empresário do ramo de peças íntimas e tem contribuído muito ao longo desses 20 anos com a economia Belenense

eu sou Nordestina com orgulho e Paraense por opção.

fui agraciada também com o título de Cidadã de Belém e me sinto muito feliz em ser agora filha dessa Cidade que tanto amo.

meu primeiro livro de poesias intitulado de alumbramento tem na sua segunda parte poesias dedicadas a Belém e o meu primeiro livro infantil sairá agora na FLIPA, com o título de A Cidade que veio das águas.
uma antologia da Editora Futurama sairá na Bienal de 2016 com uma crônia chamada de Memórias de um amor em Belém, além de poesias voltadas a essa Cidade de rios.

vereadora Sandra Batista, nossa gratidão a ti!
até a vitória!


na ocasião houve um discurso feito pela desembargadora Isabel Benone que representando às mulheres ali homenageadas, veio reforçar à luta  feminista pela autonomia e emancipação.







“cada uma a seu modo e a seu tempo, abriram caminhos para que pudéssemos hoje estar aqui, a nos confraternizarmos e expressarmos livremente os nossos pensamentos, sentimentos e emoções”. Segundo Isabel Benone, “se o século XX foi o momento de nossa emancipação, momento em que emergimos para o mundo, mostramos a nossa cara e conquistamos novos espaços”, o século XXI, apontou, “será o da nossa afirmação definitiva como protagonistas fundamentais dessa nova sociedade”.
“Hoje”, resumiu, “podemos estudar, votar, trabalhar, fazer ciência, fazer arte, desfrutar da nossa sexualidade, decidir o nosso destino e tomar decisões sobre as nossas vidas.” Ao concluir seu pronunciamento, em nome dos homenageados, a desembargadora enfatizou que, “ao mesmo tempo em que temos os mesmos direitos que os homens, temos também as mesmas responsabilidades e obrigações. E não nos furtamos disso”, finalizou.

fonte:
http://www.cmb.pa.gov.br/site/index.php?option=com_content&view=article&id=1972:isabel-benone-fala-em-nome-de-homenageados-na-cmb&catid=2:ultimas-noticias&Itemid=26