terça-feira, 11 de novembro de 2014

Mas afinal porque nos apaixonamos ? - Dislene de Lemos

Mas afinal porque nos apaixonamos?
https://images-blogger-opensocial.googleusercontent.com/gadgets/proxy?url=http%3A%2F%2F4.bp.blogspot.com%2F-6Z2gzpGYR7s%2FUvY7JH44pQI%2FAAAAAAAA9xk%2FRGdipxiKS9o%2Fs1600%2F1Casal-namorados.jpg&container=blogger&gadget=a&rewriteMime=image%2F*
Por Dislene de Lemos: A paixão e’ um sentimento que todos nos já experenciamos. E’ considerado um estado amoroso doentio, isso mesmo, a paixão e’ patologia. E’ um distúrbio psiquiátrico. E’ um estado de desequilíbrio hormonal, desarranjo de toda química cerebral. Alterações de dopamina, serotonina e adrenalina...e geralmente a paixão vem atrelada de um grande fervor sexual ...
Ha na paixão uma grande necessidade de estar junto, de fundir-se ao outro, ser um único ser, o que leva a perda da individualidade, vive-se uma espécie de solidão a dois.... Nada mais interessa, nada mais tem importância, perde-se o apetite e o sono, afasta-se dos amigos. Gera insegurança, medo de perder o outro.... Escraviza-se “por vontade.”
A paixão e’ um sentimento “falso”, ilusório, isto porque o que se ama nao e' o outro tal como ele e’, e sim, uma idealização deste, uma projeção. Ama –se um ser fantasioso, nos quais os defeitos sao minimizados e as qualidades exacerbadas. Por isso que nas decepções, quando começamos a perceber o outro real a paixão se esvai...bye,bye...
Num relacionamento onde a paixão e’ correspondida, o apaixonado vive em êxtase, feliz e completo na presença do outro e caso ocorra um rompimento experiencia-se um sofrimento terrível e tristeza profunda. Como diz o Gikovate compara-se a dor da morte, isto porque presencia-se em vida a própria morte na consciência do outro.
Calma ai’.... se você esta sofrendo com uma paixão, “tenha neeervo”(a la cine holliudy) , saiba que vai passar e como disse Cazuza “e quando acaba a gente pensa que ele nunca existiu”...Pois e’... por sorte a paixão e’ um sentimento com prazo de validade, estima que possa durar em torno de três anos. 
Se perdurar por mais tempo transforma-se em obsessão, com todos os malefícios que um sentimento deste pode acarretar.
Ja’ o amor...O amor como diz o Gikovate e’ aconchego, e’ segurança... Paz e tranquilidade...Mas afinal porque nos apaixonamos?
Dislene de Lemos (Ginecologista e sexologa)
Do  Blog DESABAFO BRASIL

Nenhum comentário:

Postar um comentário